Encontre o pneu certo para sua moto

Blog Rinaldi

Motoboy iniciante: dicas para ter sucesso na carreira

Créditos:

A profissão é uma ótima opção tanto para quem quer uma renda extra, quanto para quem busca uma atividade de turno integral.

Especialistas em otimizar demandas e fazer entregas rápidas, os motoboys vêm se tornando cada vez mais uma peça importante no funcionamento de inúmeras empresas ao redor de todo o Brasil e do mundo! A profissão é uma ótima opção tanto para quem quer uma renda extra, quanto para quem busca uma atividade de turno integral.
Quer conhecer um pouco mais sobre a história dessa profissão? E se você for um motoboy iniciante, fique atento também a algumas dicas importantes!

Qual a origem da profissão?

Acredita-se que a atividade tenha surgido, de modo bem primitivo, no Reino Unido, quando o exército britânico implementou a função para maior agilidade. Na época, motoqueiros militares transportavam informações importantes durante os embates da 2ª Guerra Mundial.
Décadas depois, próximo da década de 1980, a profissão chegou no Brasil, principalmente em São Paulo, já com o intuito de otimizar entregas. Com a popularização dos carros, o trânsito das grandes metrópoles se tornou mais caótico, assim os motoboys viraram um meio de entrega mais rápido e eficiente.
Apesar da atividade já existir antes ao redor do mundo, o nome motoboy foi criado aqui, em território nacional. O termo vem da junção de moto (se referindo à motocicleta) com boy (que significa garoto em inglês). A palavra surgiu especialmente por ser inspirada em office-boy, profissão que realiza trabalhos rotineiros dentro de empresas.

Quais os pré-requisitos para se tornar motoboy?

Você sabia que para virar motoboy você precisa preencher alguns requisitos? Alguns deles são:
- A Lei nº 12.009 exige a capacitação do motoboy em curso especializado, com cadastro pelo site do Detran;
- Possuir no mínimo 21 anos de idade;
- Possuir habilitação na categoria A por, no mínimo, dois anos.
- Ter certidões de antecedentes criminais negativadas em cartório.

E o que minha moto precisa ter?

É importante ressaltar que a segurança do motoboy inicia com o seu instrumento de trabalho. Por isso, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabeleceu, em sua Resolução nº 14/98, os seguintes itens obrigatórios para as motonetas, motocicletas e triciclos:
- Espelhos retrovisores de ambos os lados;
- Farol dianteiro de cor branca ou amarela;
- Lanterna, de cor vermelha, na parte traseira;
- Velocímetro;
- Buzina;
- Pneus que ofereçam condições de segurança;
- Dispositivo destinado ao controle de ruído do motor;
- Iluminação da placa traseira;
- Indicadores luminosos de mudança de direção dianteiro e traseiro.
Note que para o item de pneus, o Contran destaca que é fundamental que eles ofereçam boas condições de segurança. Lembre-se, portanto, que você precisa ter os pneus certos equipados na sua moto, levando em consideração qual o tipo de estrada que mais irá percorrer.

Vai atuar somente em centros urbanos? A Rinaldi tem opções que cabem no seu bolso e que possuem alta durabilidade e segurança. Vai atuar em centros urbanos e estradas de chão? Dá uma olhada no nosso catálogo On/Off Road!

Como posso me proteger ainda mais?

Além dos itens obrigatórios para a moto, existem outros pontos essenciais que um motoboy deve utilizar para a sua segurança pessoal. Os itens a seguir são indicados para todos os motoboys, seja você um motoboy iniciante ou com muita experiência.
Lembre-se sempre de colocar sua segurança em primeiro lugar!
- Capacete com faixas reflexivas, para se fazer visto;
- Colete refletivo;
- Luvas, para proteger suas mãos do frio e da chuva;
- Joelheiras;
- Botas;
- Protetor de perna, também conhecido como mata cachorro;
- Antena corta-pipa;
- Joelheiras;
- Faixas refletivas no baú da moto.

E agora, como acho emprego?

Quem busca uma vaga no mercado de motoboys tem duas escolhas: trabalhar em regime CLT, com a carteira assinada e em uma única empresa, ou de forma autônoma, fazendo seu horário de trabalho.

Motoboy com CLT
Nesse regime, muitas vezes as empresas fornecem o instrumento de trabalho para você, isso é, provavelmente você receberá a moto da própria empresa. Caso não possuírem e você tiver que usar a sua para trabalhar, a empresa deve cobrir o gasto do combustível e a manutenção do veículo. Com a CLT, você terá horário de trabalho definido previamente.

Motoboy autônomo
Sendo um motoboy autônomo, você provavelmente precisará possuir um CNPJ, criando uma empresa pelo MEI (Microempreendedor Individual) para trabalhar para algumas empresas, já que algumas delas solicitam notas fiscais.

Motoboy iniciante: o que conferir antes de ligar a moto
Antes de iniciar o trabalho diário, todo motoboy deve conferir:
- Nível de combustível da moto;
- Calibragem do pneu e qualidade da câmara de ar;
- Nível do óleo;
- Funcionamento da parte elétrica (faróis, piscas);
- Carga da bateria do celular.

Dicas de quem entende do assunto!

Que tal ouvir dicas de quem já tem muitos anos de profissão? Recentemente, a Rinaldi ouviu três motoboys experientes que deram algumas dicas para os motoboys que estão começando a atuar nessa profissão. Confira:
“Procure trabalhar dentro da lei, com seus documentos legalizados, com carteira de habilitação em dia e com a moto em dia. Pilotar com cautela, respeitar o próximo, respeitar os pedestres e respeitar valores são outras dicas importantes. Tente fazer contratos! E dê preferência para a noite ou para o dia: não trabalhe direto, não abrace tudo. Já trabalhei dessa forma e vi que é importante manter um foco”.
- Vagner Pressi Barbosa, 13 anos de profissão

“Eu trabalho como motoboy há uns 20 anos. Minha esposa também trabalha comigo há uns 12 anos. Já sofri vários acidentes, sempre gerados por outros veículos. A minha principal dica é: dirija sempre na defensiva, nada é tão urgente como sua própria vida! Esteja sempre ligado em tudo ao seu redor. Isso é importante por questões de assaltos e de acidentes também. Ande na lei e cobre o preço correto, pois você não está a passeio! E lembre-se sempre que o urgente só é urgente pois alguém esqueceu de fazer antes. Não vai ser o boy chegando cinco minutos antes que vai resolver o problema”.
- Ivo José Fracalossi, 20 anos de profissão

“Mais atenção no trânsito, pois os condutores andam cada vez mais dispersos, principalmente com os olhos nos celulares. E nunca esqueça de fazer uma oração e pedir proteção antes de sair de casa”.
- Cláudio Saucedo Penha, 19 anos de profissão

Conte com a Rinaldi!

Lembre-se que existem pessoas que se preocupam com você, então sua segurança deve ser sua maior preocupação. Por isso, realize revisões periódicas na sua moto.
E quando precisar de um pneu seguro e eficiente, busque sempre o selo da Rinaldi!
A Rinaldi Pneus tem sede em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, em um espaço de 35 mil metros quadrados e com quadro de mais de 700 colaboradores. A marca completará 53 anos em 2022 e consegue aliar com maestria tradição e tecnologia.
Por meio de sua rede de distribuidores internacionais, a empresa está presente em mais de 25 países de todos os continentes, além de contar com forte abrangência nacional. É fabricante de pneus e câmaras de ar para motocicletas off-road e on-road, motonetas, ciclomotores, linha industrial não motorizada e tratores agrícolas (linha leve).

outras notícias

carregar mais notícias
Rinaldi. É muito mais pneu. R. Luiz Alegretti 193, Bairro Licorsul | Bento Gonçalves/RS

+55 54 3455.7500



Contato | Trabalhe Conosco